Sr. Lee Kuan Yew assumiu  com mão de ferro o comando do país, e, em seis meses, dos cerca de 500 mil presidiários sobraram somente 50. Todos os outros, criminosos confessos, foram fuzilados.

Todo homem público (político, policial, etc.) corrupto foi fuzilado, pois existiam muitas provas contra eles.

Todos os empresários ladrões foram fuzilados ou fugiram rápido do país.

Aquela multidão de drogados que ficava dormindo nas ruas, fugiu  
 desesperadamente para a Malásia, para não ter que trabalhar, ou seria fuzilado.

Mais