Frase Escrita da Semana

1 Comentário

Numa entrevista ao repórter André Luiz Gonçalves, Lula fez  a seguinte afirmativa:
– No PT não há desonestos…
Instigado pelo repórter se teria coragem de escrever o que disse, o presidente não teve dúvidas:
– Mas é claro que escrevo, companheiro repórter, dá aqui sua caneta.
E sapecou:
“NO PT NÃO HÁ DEZ HONESTOS!!!…”

Humorista faz piada com horário eleitoral

1 Comentário

Danilo Gentilli – StandUp Comedy

1 Comentário

Uma Fábula a Álcool

Deixe um comentário

por Celio Pezza

Era uma vez, um país que disse ter conquistado a independência energética com o uso do álcool feito a partir da cana de açúcar.

Seu presidente falou ao mundo todo sobre a sua conquista e foi muito aplaudido por todos. Na época, este país lendário começou a exportar álcool até para outros países mais desenvolvidos.

Alguns anos se passaram e este mesmo país assombrou novamente o  mundo quando anunciou que tinha tanto petróleo que seria um dos maiores produtores do mundo e seu futuro como exportador estava garantido.

A cada discurso de seu presidente, os aplausos eram tantos que confundiram a capacidade de pensar de seu povo. O tempo foi passando e o mundo colocou algumas barreiras para evitar que o grande produtor invadisse seu mercado. Ao mesmo tempo adotaram uma política de  comprar as usinas do lendário país, para serem os donos do negócio.

Mais

Previsões de Pai José Simão para as Olimpíadas no Rio 2016

Deixe um comentário

ALGUÉM DUVIDA???

José Simão é considerado o jornalista mais louco da imprensa brasileira, mas o que ele escreveu sobre as Olimpíadas a serem realizadas aqui em Tupiniquim é incontestável e, lamentavelmente, divertido.

Com vocês, o ‘ORÁCULO’ JOSÉ SIMÃO!!!!

Previsões de Pai JOSÉ SIMÃO para as Olimpíadas no Rio – 2016

De 2011 a 2015

  1. ONGs vão pipocar dizendo que apóiam o esporte, tiram crianças das ruas e as afastam das drogas. Após as olimpíadas estas ONGs desaparecerão e serão investigadas por desvio de dinheiro público. Ninguém será preso ou indiciado.
  2. Um grupo de funk vai fazer sucesso com uma música que diz: Vou pegar na tua tocha pra você pôr na minha pira.
  3. Uma escola de samba vai homenagear os jogos, rimando “Barão de Coubertin” com “sol da manhã”. Gilberto Gil virá no último carro alegórico vestido de lamê dourado representando o “espírito olímpico do carioca visitando a corte do Olimpo num dia de sol ao raiar do fogo da vitória ”.
  4. Haverá um concurso para nomear a mascote dos jogos que será um desenho misturando um índio, o sol do Rio, o Pão de Açúcar e o carnaval, criado por Hans Donner. Os finalistas terão nomes como : “Zé do Olimpo”, “ Chico Tochinha” e “Kaíque Maratoninha”.
  5. Luciano Huck vai eleger a Musa dos jogos, concurso que durará um ano e elegerá uma modelo chamada Kathy Mileine Suellen da Silva.

Mais

Vida de Deputete (Paródia “Vida de Empreguete”)

Deixe um comentário

Proposta de Emenda Constitucional

Deixe um comentário

À “president(a)” Dilma Roussef,

Prezada compatriota

Como minoria segregada no Brasil, nós, descendentes de alemães,  solicitamos providências do governo federal para sermos igualados aos negros, perdão, afrodescendentes, no que tange aos direitos dos cidadãos. Para tanto, pacificamente reivindicamos seja aprovada Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que contemple os seguintes pontos:

  1. Fica estabelecida a cota de 5% para alemães e seus descendentes nas universidades públicasbrasileiras;
  2. Fica proibido chamar descendentes de alemães, ucranianos, holandeses e outros europeus de polaco;
  3. Fica proibido chamar um indivíduo de “alemão”, pois o termo é pejorativo e denigre a imagem deste como ser humano;
  4. Fica estabelecido que os descendentes de alemães devem sem chamados de “germanodescendentes”;
  5. Chamar alemão de alemão passa a ser considerado crime de racismo ? inafiançável  – a despeito do fato de a raça humana ser uma só;
  6. Igualmente deve ser considerado crime de racismo o uso das expressões “alemaozão”, “alemãozinho”, “alemoa”, “alemoazinha”, ?bicho de goiaba?, etc, para se referir aos germanodescendentes;
  7. Fica proibido o uso de expressões de cunho pejorativo associadas aos descendentes de alemães. Ex: “Coisa de alemão!”, “Alemão porco….”, “Só podia ser alemão”, ” alemão batata” , ” comedor de chucrute”, ?português que sabe matemática?, etc;
  8. Fica estabelecido o dia 25 de julho o “dia nacional da consciência germânica” com feriado nacional;
  9. Fica estabelecido o dia 25 de novembro o “dia nacional do orgulho alemão?, com feriado nacional , mesmo que não se possa chamar alemão de alemão;
  10. Fica criada a Subsecretaria Especial de Políticas para Promoção da Igualdade Alemã, subordinada à Secretaria Especial de Políticas para Promoção da Igualdade Racial;
  11. Fica estabelecido o prazo de 2 anos para a Subsecretaria Especial de Políticas para Promoção da Igualdade Alemã virar Ministério dos Alemães, juntando-se aos outros 38 ministérios brasileiros, mesmo que não possa chamar alemão de alemão;
  12. Fica proibida qualquer atitude de segregação aos descendentes de alemães, as quais os caracterizem como inferiores a outros seres humanos;
  13. Fica restrita ao governo brasileiro a pressuposição de que os alemães são inferiores, estabelecendo de cotas, restrições associativas, nominativas e sanções para as mesmas;
  14. Passa a ser crime de “germanofobia” qualquer agressão deliberada contra um descendente de alemães, mesmo que não possa chamar alemão de alemão;
  15. Toda criança que usar a expressão “alemão batata come queijo com barata” estará cometendo Bullying e deve ser encaminhada para tratamento psicológico;
  16. Em caso de um negão chamar um alemão de alemão, este adquire o direito de chamar o negão de negão sem aplicação das sanções já previstas em lei;
  17. Ficam estabelecidos como Centros Nacionais da Cultura Alemã o bairro Buraco do Raio em Ivoti/RS, a zona central de Blumenau/SC e o pairro ? Drei Parrulho? em Santa Cruz do Sul.

Blumenau, 18 de maio de 2012.

PS: Caso italianos, portugueses, espanhois, sirio-libaneses, japoneses, bolivianos, paraguaios, poloneses e tantos outros também se unificarem em projetos similares, haverá dificuldades para aqueles que fazem questão de ser  apenas brasileiros conseguir vagas em universidades e direitos especiais. Danem-se! … ou em alemão:

– WÁSSIFUDEN!!!

Idosos na Cadeia – Idéia Genial!

Deixe um comentário

Vamos colocar nossos IDOSOS NAS CADEIAS e os delinqüentes nas ”casas de repouso”.

Desta maneira:

  • Os idosos teriam todos os dias acesso a uma ducha, lazer, passeios.
  • Não teriam necessidade de fazer comida, fazer compras, lavar a louça, arrumar a casa, lavar roupa etc.
  • Teriam medicamentos e assistência médica regular e gratuita.
  • Estariam permanentemente acompanhados.
  • Teriam refeições quentes e a toda hora.
  • Não teriam que pagar pelo seu alojamento.
  • Teriam direito a vigilância permanente por vídeo e receberiam assistência imediata em caso de acidente ou emergência, sem qualquer pagamento.
  • Suas camas seriam mudadas duas vezes por semana e a roupa lavada e passada com regularidade.
  • Um guarda visitá-los-ia a cada 20 minutos e levar-lhes-ia a correspondência diretamente em mãos.
  • Teriam um local pra receberem a família ou outras visitas.
  • Teriam acesso a uma biblioteca, sala de exercícios e terapia física / espiritual.
  • Seriam encorajados a arranjar terapias ocupacionais adequadas, com formadores, instalações e equipamento gratuitos.
  • Ser-lhes-iam fornecidos gratuitamente roupas e produtos de higiene pessoal.
  • Teriam assistência jurídica gratuita.
  • Viveriam numa habitação privada e segura, com um pátio para convívio e exercícios.
  • Teriam acesso a leitura, computador, televisão, rádio, celulares e chamadas telefônicas na rede fixa.
  • Teriam um secretariado de apoio, e ainda, para escutar suas queixas, teriam Psicólogos, Assistentes Sociais, Políticos, Televisões, Anistia Internacional, etc.
  • O secretariado e os guardas seriam obrigados a respeitar um rigoroso código de conduta, sob pena de serem duramente penalizados.
  • Ser-lhes-iam reconhecidos todos os direitos humanos internacionalmente convencionados e subscritos.

Por outro lado, nas “atuais casas de repouso para idosos”:

  • Os delinqüentes viveriam numa pequena habitação, com obras feitas há mais de 50 anos.
  • Teriam que confeccionar a sua comida, e comê-la muitas vezes fria e fora de hora.
  • Teriam que tratar da sua roupa.
  • Viveriam sós e sem vigilância.
  • Esquecer-se-iam de comer e de tomar os medicamentos e não teriam ninguém que os ajudasse.
  • De vez em quando seriam vigarizados, assaltados ou até violados.
  • Se morressem, poderiam ficar anos, até alguém os encontrar.
  • As instituições e os políticos não lhes dariam qualquer importância ou assistência.
  • Morreriam após anos à espera de uma consulta médica ou de uma operação cirúrgica.
  • Não teriam ninguém a quem se queixar.
  • Tomariam um banho de 15 em 15 dias, sujeitando-se a não haver água quente ou a caírem na banheira velha.
  • Passariam frio no Inverno porque não teriam aquecimento.
  • O entretenimento diário consistiria em ver telenovelas.

Digam se desta forma não haveria mais justiça, pelo menos para com os idosos, e todos os contribuintes agradeceriam?

Reflitam e façam circular esta idéia….

Quem “bolou” e enviou a mensagem esqueceu:tem também o salário do preso, que seria destinado aos idosos. Aí os presos teriam que se virar com as aposentadorias…

O Partido Antes e Depois da Posse

Deixe um comentário

ANTES DA POSSE

O nosso partido cumpre o que promete.
Só os tolos podem crer que
não lutaremos contra a corrupção.
Porque, se há algo certo para nós, é que
a honestidade e a transparência são fundamentais.
para alcançar os nossos ideais
Mostraremos que é uma grande estupidez crer que
as máfias continuarão no governo, como sempre.
Asseguramos sem dúvida que
a justiça social será o alvo da nossa ação.
Apesar disso, há idiotas que imaginam que
se possa governar com as manchas da velha política.
Quando assumirmos o poder, faremos tudo para que
se termine com os marajás e as negociatas.
Não permitiremos de nenhum modo que
as nossas crianças morram de fome.
Cumpriremos os nossos propósitos mesmo que
os recursos econômicos do país se esgotem.
Exerceremos o poder até que
Compreendam que
Somos a nova política.

DEPOIS DA POSSE

Basta ler o mesmo texto acima, DE BAIXO PARA CIMA, linha a linha

O Assalto

Deixe um comentário

Por Luís Fernando Veríssimo

– Alô? Quem tá falando?
– Aqui é o ladrão.
– Desculpe, a telefonista deve ter se enganado, eu não queria falar com o dono do banco. Tem algum funcionário aí?
– Não, os funcionário tá tudo refém.
– Há, eu entendo. Afinal, eles trabalham quatorze horas por dia, ganham um salário ridículo, vivem levando esporro, mas não pedem demissão porque não encontram outro emprego, né?  Vida difícil… Mas será que eu não poderia dar uma palavrinha com um deles?
– Impossível. Eles tá tudo amordaçado.
– Foi o que pensei. Gestão moderna, né? Se fizerem qualquer crítica, vão pro olho da rua. Não haverá, então, algum chefe por aí?
– Claro que não mermão. Quanta inguinorânça! O chefe tá na cadeia, que é o lugar mais seguro pra se comandar assalto!
– Bom… Sabe o que é? Eu tenho uma conta…
– Tamo levando tudo, ô bacana. O saldo da tua conta é zero!
– Não, isso eu já sabia. Eu sou professor! O que eu queria mesmo era uma informação sobre juro.
– Companheiro, eu sou um ladrão pé-de-chinelo. Meu negócio é pequeno. Assalto a banco, vez ou outra um sequestro.. Pra saber de juro é melhor tu ligá pra Brasília.
– Sei, sei. O senhor tá na informalidade, né? Também, com o preço que tão cobrando por um voto hoje em dia… Mas , será que não podia fazer um favor pra mim? É que eu atrasei o pagamento do cartão e queria saber quanto vou pagar de taxa.
– Tu tá pensando que eu tô brincando? Isso é um assalto!
– Longe de mim pensar que o senhor está de brincadeira! Que é um assalto eu sei perfeitamente; ninguém no mundo cobra os juros que cobram no Brasil. Mas queria saber o número preciso: seis por cento, sete por cento?
– Eu acho que tu não tá entendendo, ô mané. Sou assaltante. Trabalho na base da intimidação e da chantagem, saca?
-Ah, já tava esperando. Você vai querer vender um seguro de vida ou um título de capitalização, né?
– Não… Já falei… Eu sou… Peraí bacana… Hoje eu tô bonzinho e vou quebrar o teu galho.
(…um minuto depois)
– Alô? O sujeito aqui tá dizendo que é oito por cento ao mês.
– Puxa, que incrível!
– Incrive por quê? Tu achava que era menos?
– Não, achava que era mais ou menos isso mesmo. Tô impressionado é que, pela primeira vez na vida, eu consegui obter uma informação de uma empresa prestadora de serviço pelo telefone em menos de meia hora e sem ouvir ‘Pour Elise’.
– Quer saber? Fui com a tua cara. Acabei de dar umas bordoadas no
gerente e ele falou que vai te dar um desconto. Só vai te cobrar quatro por cento, tá ligado?
– Não acredito! E eu não vou ter que comprar nenhum produto do banco?
– Nadica de nada, já tá tudo acertado!
– Muito obrigado, meu senhor. Nunca fui tratado dessa…
(de repente, ouvem-se tiros e gritos)
– Ih, sujou! Puliça!
– Polícia? Que polícia? Alô? Alô?
(sinal de ocupado…)
– Droga! Maldito Estado: quando o negócio começa a funcionar, entra o Governo e estraga tudo!

Older Entries