Ato de Repulsa

Deixe um comentário

Quando ouvimos frases como as escritas abaixo, infelizmente temos que engolir e ficar quietos!!!

“O Brasil não é um país sério” (Charles de Gaule).Fragata

“Que país é este que junta milhões numa marcha gay, muitas centenas numa marcha a favor da maconha, mas que não se mobiliza contra a corrupção?” (07/07/2011 Juan Arias, correspondente no Brasil do jornal espanhol El País)

Um motorista do Senado ganha mais para dirigir um automóvel do que um oficial da Marinha para pilotar uma fragata!
MirageUm ascensorista da Câmara Federal ganha mais para servir os elevadores da casa do que um oficial da Força Aérea que pilota um Mirage.

General
Um diretor que é responsável pela garagem do Senado ganha mais que um oficial-general do Exército que comanda uma Região Militar ou uma grande fração do Exército.
ProfessoraUm diretor sem diretoria do Senado, cujo título é só para justificar o salário, ganha o dobro do que ganha um professor universitário federal concursado, com mestrado, doutorado e prestígio internacional.

 

QuimicoUm assessor de 3º nível de um deputado, que também tem esse título para justificar seus ganhos,  mas que não passa de um “aspone” ou um mero estafeta de correspondências, ganha mais que um cientista-pesquisador da Fundação Instituto Oswaldo Cruz, com muitos anos de formado, que dedica o seu tempo buscando curas e vacinas para salvar vidas.
Cientista
O SUS paga a um médico, por uma cirurgia cardíaca com abertura de peito, a importância de R$ 70,00, equivalente ao que uma diarista cobra para fazer a faxina num apartamento de dois quartos.

Precisamos urgentemente de um choque de moralidade nos três poderes da união,  estados e municípios, acabando com os oportunismos e cabides de emprego.

Os resultados não justificam o atual número de senadores, deputados federais, estaduais e vereadores.

Temos que dar fim a esses “currais” eleitorais, que transformaram o Brasil numa oligarquia sem escrúpulos, onde os negócios públicos são geridos pela “brasiliense cosa nostra”.

O país do futuro jamais chegará a ele sem que haja responsabilidade social e com os  gastos públicos.

Já perdemos a capacidade de nos indignar.

Porém, o pior é aceitarmos essas coisas, como se tivesse que ser assim mesmo,  ou que nada tem mais jeito. Vale a pena tentar.

Participe deste ato de repulsa.

China, Um Futuro Negro

Deixe um comentário

O pior é que é a realidade…
Isto deveria ser pensado , repensado e repassado.
Há 200 anos Napoleão Bonnaparte fez uma profecia, que está começando a realiza-se atualmente, ao dizer:
“Deixem a China dormir porque, quando ela acordar, o mundo vai estremecer”.

A China do Futuro e o Futuro é Hoje…
A verdade é que agora, tudo o que compramos é Made in China.
…….Eis um aviso para o futuro!
Mas quem liga para esse aviso?
Atualmente ….Ninguém !
Agora é só ….aproveitar E APROVEITAR …!
E depois como será para os nossos filhos ?

JÁ PENSOU COMO FICARÁ A CHINA DO FUTURO?

Por Luciano Pires – Luciano Pires é diretor de marketing da Dana e profissional de comunicação .

Alguns conhecidos voltaram da China impressionados.
Um determinado produto que o Brasil fabrica em um milhão de unidades, uma só fábrica chinesa produz quarenta milhões…
A qualidade já é equivalente. E a velocidade de reação é impressionante.
Os chineses colocam qualquer produto no mercado em questão de semanas…
Com preços que são uma fração dos praticados aqui.

Uma das fábricas está de mudança para o interior, pois os salários da região onde está instalada estão altos demais: 100 dólares.
Um operário brasileiro equivalente ganha 300 dólares no mínimo que acrescidos de impostos e benefícios representam quase 600 dólares.
Quando comparados com os 100 dólares dos chineses, que recebem praticamente zero benefícios…. estamos perante uma escravatura amarela e alimentando-a…

Horas extraordinárias? Na China…? Esqueça !!!
O pessoal por lá é tão agradecido por ter um emprego que trabalha horas extras sabendo que não vão receber nada por isso…

Atrás dessa “postura” está a grande armadilha chinesa.
Não se trata de uma estratégia comercial, mas sim de uma estratégia ” de poder” para ganhar o mercado ocidental .

Os chineses estão tirando proveito da atitude dos ‘marqueteiros’ ocidentais, que preferem terceirizar a produção ficando apenas com o que ela “agrega de valor”: a marca.

Dificilmente você adquire atualmente nas grandes redes comerciais dos Estados Unidos da América um produto “made in USA”.
É tudo “made in China”, com rótulo estadunidense.

As Empresas ganham rios de dinheiro comprando dos chineses por centavos e vendendo por centenas de dólares…
Apenas lhes interessa o lucro imediato e a qualquer preço.
Mesmo ao custo do fechamento das suas fábricas e do brutal desemprego. É o que pode-se chamar de “estratégia preçonhenta”.

Enquanto os ocidentais terceirizam as táticas e ganham no curto prazo, a China assimila essas táticas, cria unidades produtivas de alta performance, para dominar no longo prazo.

Enquanto as grandes potências mercadológicas que ficam com as marcas, com os designes…suas grifes, os chineses estão ficando com a produção, assistindo estimulando e contribuindo para o desmantelamento dos já poucos parques industriais ocidentais.

Em breve, por exemplo, já não haverá mais fábricas de tênis ou de calçados pelo mundo ocidental. Só haverá na China.

Então, num futuro próximo veremos os produtos chineses aumentando os seus preços, produzindo um “choque da manufatura”, como aconteceu com o choque petrolífero nos anos setenta. Aí já será tarde demais.
Então o mundo perceberá que reerguer as suas fábricas terá um custo proibitivo e irá render-se ao poderio chinês.

Perceberá que alimentou um enorme dragão e acabou refém do mesmo.
Dragão este que aumentará gradativamente seus preços, já que será ele quem ditará as novas leis de mercado, pois será quem manda, terá o monopólio da produção .

Sendo ela e apenas ela quem possuirá as fábricas, inventários e empregos é quem vai regular os mercados e não os “preçonhentos”.

Iremos, nós e os nossos filhos,netos… assistir a uma inversão das regras do jogo atual que terão nas economias ocidentais o impacto de uma bomba atômica… chinesa.

Nessa altura em que o mundo ocidental acordar será muito tarde.

Nesse dia, os executivos “preçonhentos” olharão tristemente para os esqueletos das suas antigas fábricas, para os técnicos aposentados jogando boliche no clube da esquina, e chorarão sobre as sucatas dos seus parques fabris desmontados.

E então lembrarão, com muitas saudades, do tempo em que ganharam dinheiro comprando “balatinho dos esclavos” chineses, vendendo caro suas “marcas-grifes “aos seus conterrâneos.

E então, entristecidos, abrirão suas “marmitas” e almoçarão as suas marcas que já deixaram de ser moda e, por isso, deixaram de ser poderosas pois foram todas copiadas….
REFLITAM E COMECEM A COMPRAR – JÁ – OS PRODUTOS DE FABRICAÇÃO NACIONAL, FOMENTANDO O EMPREGO EM SEU PAÍS, PELA SOBREVIVÊNCIA DO SEU AMIGO, DO SEU
VIZINHO E ATÉ MESMO DA SUA PRÓPRIA… E DE SEUS DESCENDENTES

Nóis Fumu Mais Nóis Nun Vai Vortá

Deixe um comentário

por Gilnei Moraes

Cerca de um ano atrás eu estava no Brasil e vi uma reportagem na televisão em que dois lingüistas afirmavam que as regras de português não são mais regras em si, mas, sim, meras sugestões de como falar e escrever.

Como exemplo citaram como aceitáveis termos como “menas”, “propiedade” e o fim do plural e da concordância verbal. Afirmavam, eles, que a língua é dinâmica e fixar regras limita a liberdade de expressão, promove a discriminação cultural e a própria evolução da língua dificultando a comunicação.

Claro que fiquei estarrecido ante tanta ignorância e cria este descalabro nunca ter eco.

Eis que, agora, o Jornal Nacional, da Globo, anuncia que o próprio Ministério da Educação adotou um livro de uma senhora chamada Heloisa Cerri Ramos em que reafirma isso: a língua portuguesa falada no Brasil não pode nem será limitada por nenhuma regra.

Ainda, segundo ela, a escola deve potencializar o conhecimento prévio do aluno e não impor comportamento nem uma realidade nova que não se conecta ao meio em que ele vive.   Deve ser algo como se o aluno  já chegasse na escola pronto, sabendo tudo o que precisa saber, que o que aprendeu na rua já é o suficiente!

Está instalada a Torre de Babel e a derrocada da cultura.

O principal motivo desta senhora, agora avalizada pelo Ministério, é proporcionar que cada grupo social fale e escreva como queria e entenda ser melhor. Teremos, então, logicamente, uma língua para cada grupo e, em um futuro bem próximo, toda a sociedade brasileira dividida e sem identidade una.

Não é nem um pouco difícil imaginar que você tentará conversar com o porteiro do seu prédio e um não entenderá o outro, as palavras terão sonoridade e significados diferentes; tentará comunicar um crime a um policial e ele, que não é do seu grupo, falará algo que nem de leve se assemelhará ao que você conhece. Não é exagero, apenas uma questão de tempo.

Outro projeto no horizonte é o que recomendará que os dicionários não sejam mais incentivados nas escolas, exatamente porque impõem significados, e imposição é contrária ao desenvolvimento dos alunos e da língua.

A Lei nº 10.639, promulgada em 2003, que tornou obrigatório o ensino da História da África e da cultura afro-brasileira na educação básica.

O Brasil é um país que se formou do encontro de diversos grupos étnico-raciais: o índio, o negro, o europeu, o asiático, mas somente a cultura africana é que importa, somente a história do continente africano é tido como relevante. Nem mesmo a história da América do Sul, onde vivemos, tem relevância!

Entendo bem que recém tivemos um presidente semi-analfabeto, averso à regras de educação e respeito humano, que via livro um “saco” e na figura do professor um repudiante ser autoritário, mas ele se foi, esta era negra da incultura teria que ter acabado com o fim de seu reinado de atentados contra o intelecto.

Mas não.

O que denota é uma postura política de poder, nada a ver com compromisso de futuro da nação. O sentido único é a manutenção do poder em que se pode resumir apenas em “dividir e conquistar”.

Estamos vendo dia a dia a sociedade brasileira se fragmentar em grupos incomunicáveis: os negros, os homossexuais, os residentes de favelas… grupos sociais se antagonizando em lutas separatistas que nunca foram relevantes antes, uma guerra de interesses que vinha naturalmente se equalizando, sem traumas, sem animosidades, pela dinâmica da evolução.

Retiram armas da população e não desarmam o crime organizado.

Agora propõem que policiais somente portem armas mediante autorização judicial caso a caso. Traficantes de drogas são acenados com a descriminalização.

O que isso tudo significa?

Simples, tudo de acordo com a cartilha de Lenin: confundir e dividir.
Se você confunde, a sua palavra é que se torna a referência, somente a sua verdade é que vale; se você divide, pode falar a cada grupo uma mensagem específica que se adéqüe a ela.   É  forma de “agradar a Gregos e Troianos” mantendo uma falsa cumplicidade com todos e lealdade com ninguém.

A atenção popular maior fica por conta da insegurança, da violência nas ruas, do medo de um para com outro, enquanto tudo o mais perde qualquer prioridade de importância.   Estranhos não falam com estranhos e acabam mantendo a comunicação apenas com um seleto grupo de sua confiança – e expressões idiomáticas, novos significados para as palavras nasce.

Bem sórdido, maquiavélico, não é?   Mas é a realidade que vem acontecendo há tempo, bem no nosso nariz.

Brastemp – Atendimento ao Cliente

Deixe um comentário

A causa parece ser justa, por isso repasso e peço sua avaliação para dar continuidade ao respeito aos consumidores de nossa socieade.

Vejam o video de um consumidor desesperado.

http://xa.yimg.com/kq/groups/10572378/208821399/name/Brastemp.wmv

Estréia com exemplo de austeridade

Deixe um comentário

O deputado federal José Antonio Reguffe (PDT-DF), que foi proporcionalmente o mais bem votado do país com 266.465 votos, com 18,95% dos votos válidos do DF, estreou na Câmara dos Deputados fazendo barulho. De uma tacada só, protocolou vários ofícios na Diretoria-Geral da Casa.

Abriu mão dos salários extras que os parlamentares recebem (14° e 15° salários), reduziu sua verba de gabinete e o número de assessores a que teria direito, de 25 para apenas 9. E tudo em caráter irrevogável, nem se ele quiser poderá voltar atrás. Além disso, reduziu em mais de 80% a cota interna do gabinete, o chamado “cotão”. Dos R$ 23.030 a que teria direito por mês, reduziu para apenas R$ 4.600.

Segundo os ofícios, abriu mão também de toda verba indenizatória, de toda cota de passagens aéreas e do auxílio-moradia, tudo também em caráter irrevogável. Sozinho, vai economizar aos cofres públicos mais de R$ 2,3 milhões nos quatro anos de mandato. Se os outros 512 deputados seguissem o seu exemplo, a economia aos cofres públicos seria superior a R$ 1,2 bilhão.

A tese que defendo e que pratico é a de que um mandato parlamentar pode ser de qualidade custando bem menos para o contribuinte do que custa hoje. Esses gastos excessivos são um desrespeito ao contribuinte. Estou fazendo a minha parte e honrando o compromisso que assumi com meus eleitores”, afirmou Reguffe em discurso no plenário.

———————————————————————————-
A matéria pode ser lida aqui: http://bit.ly/hCGArF

Incêndio no Prédio

Deixe um comentário

Em algum lugar neste país, um prédio de 4 andares foi totalmente destruído pelo fogo; um incêndio terrível.

Todas as pessoas das 10 famílias de Sem-teto, que haviam invadido o 1º andar, faleceram no incêndio.

No 2º andar, todos os componentes das 12 famílias de retirantes, que viviam dos proventos da “Bolsa Família”, também não escaparam.

O 3º andar era ocupado por 4 famílias de ex-guerrilheiros, todos beneficiários de ações bem sucedidas contra o Governo, filiados a um ParTido politico influente, com altos cargos em estatais e empresas governamentais, que também faleceram.

No 4º andar viviam engenheiros, professores, empresários, bancários, vendedores, trabalhadores com suas famílias. Todos escaparam.

Imediatamente o “Presidente da Nação” e toda a sua assessoria mandou instalar um inquérito para que o “Chefe do Corpo de Bombeiros” explicasse a morte somente dos cumpanheiros e porque somente os moradores do 4º andar haviam escapado.

O Chefe dos Bombeiros respondeu:

– “Eles não estavam em casa – estavam trabalhando ou na escola”

Aos nossos parentes e amigos do coração

Deixe um comentário

Gente querida.
Não adianta insisitir. A maneira mais prática e simples de lhes desejar um Bom Natal e um Feliz Ano novo é precisamente esta. UM BOM NATAL E UM FELIZ ANO NOVO. Tentei várias formas diferentes mas não adiantou.   Ainda ontem, quando Verinha e eu saíamos de um shopping center rumo ao estacionamento, vimos um senhor idoso que também ia, à nossa frente, em busca de seu carro. Obviamente era texano pois usava um daqueles enormes e famosos chapéus de caubói de não sei quantos galões. Caminhava com dificuldade, apoiando-se numa bengala de alumínio na mão esquerda e, na mão direita carregava uma sacola de plástico amarela estampada com o nome da loja. “FOREVER 21”. ( “PARA SEMPRE 21″ ). Uma loja  que visa um público feminino jovem ou mulheres que procuram enganar-se que ainda são jovens se usarem roupas que não conseguem disfarçar as suas idades.  Como de hábito, a minha irreverência assomou e não pude evitar um comentário em português dizendo alto e bom som para a minha cara metade:
– ” Aposto que, dentro da sacola, ele está levando também um vidro de Viagra”.
Verinha, que estava de bom humor pois havia encontrado todos os presentes que queria comprar, deu uma gargalhada gostosa que foi ouvida pelo texano. Ele parou, voltou-se bem humorado e disse, sorrindo, em inglês:
– “não importa que língua estrangeira as pessoas usem, a risada fala um contagiante idioma universal. Não precisa de tradução.”
Concordamos plenamente e trocamos votos de boas festas com o nosso inesperado interlocutor. A Internet não nos oferece (que eu saiba) outras avenidas de expressão e, porisso, não ouvimos as risadas alegres das pessoas. Talvez até já exista algum recurso cibernético que não conheço e que eu gostaria de poder utilizar neste momento. Mas, por enquanto, terei de me contentar com este meio tipográfico para me comunicar com voces.

Só espero sinceramente que voces , diante desta mensagem maluca, não venham a me considerar, num futuro ainda sem data marcada, um “mala sem alça” nem me identifiquem com aquele português que morreu num acidente de carro.  O amigo Manuel foi chamado para reconhecer o corpo. O funcionário do IML perguntou:
– “o senhor  pode nos apontar alguma característica marcante que identifique o corpo ?”
-“Claro, meu jovem”, respondeu o Manuel.
-O meu amigo era gago e canhoto.”

É isso aí, minha gente querida.
UM BOM NATAL E UM FELIZ ANO NOVO para todos voces.
Zé Roberto (Dias Leme) e Verinha
Texas, 11/12/2010

Older Entries